Google Cria Nova Holding E Muda Estrutura De Gestão


Tutoriais E Cursos De Photoshop


Não faz nem sequer um ano que Carlos Miguel Aidar pronunciou essas expressões. Foi exatamente no dia 28 de abril de 2014. Pela data, a disputa era por Alan Kardec. Nada como um dia após o outro. O 'encolhido' Palmeiras virou a extenso motivação do presidente do São Paulo pra tentar, de forma desesperada, convencer os conselheiros de seu clube. Não há como concorrer com a nova arena do rival.


Não com o ultrapassado Morumbi. Aidar percebeu o óbvio. Acabou o poder de negociação de grandes shows e eventos em estádios. A nova arena multiuso na Água Branca ficou a primeira opção. Foo Fighters, que se apresentou em janeiro, e Pearl Jam, em novembro, são bandas acertadas há bastante tempo.

  • 7 - Loja Virtual ou e-commerce
  • Suas metas estão voltadas pra uma atividade meio ou para o foco
  • 1 O que é o Arrecadação Web?1.0.Um Contudo ele é complicado de usar
  • Certificado de validação rápida
  • sete O recomeço (2012-atualidade)
  • quatro - Faça um acompanhamento preciso
  • 3- Estudar Com Os Outros
  • Celso Lemes 22/06/2015 em 10:Dezoito pm

Antes de o Palestra Itália ter sido remodelado. Agora a concorrência está injusta. Não bastasse as dependências da nova arena, o concorrente são paulino tem a AEG como parceira. A empresa tem contratos com artistas importantíssimos como Rolling Stones, Beyoncé, Madonna, Lady Gaga, Rod Stweart, U2. E negocia a vinda de alguns deles para o próximo semestre.


A corporação já trouxe Paul McCartney. Roberto Carlos fará show de aniversário nesse sábado. Aidar está vendo os grupos e cantores que escolhiam o Morumbi migrar pro Palestra Itália. Fora o que acontece no futebol. 1,quatro milhões. A diferença é gritante. 6,seis milhões. Porém não há como fazer grandes shows no Itaquerão.


A receita se restringirá ao futebol. O dirigente são paulino tem debatido muito a respeito da inevitabilidade de defrontar o novo Palestra Itália. Tem conversado com donos de empreiteiras. Seu plano segue o que foi feito pelo Palmeiras. Reformular' o Morumbi. Não usará o termo desenvolver novo estádio para pagar menos impostos, como fez o rival. Ele quer encostar o anel intermediário no gramado. O inferior não seria mais usado por torcedores. E atrás de um dos gols haveria uma pequena arena multiuso de vinte e cinco mil lugares.


Construída especificamente pra shows. Se tudo der certo, o São Paulo repetirá os passos do Palmeiras também em relação ao Morumbi. Adotará o estádio 'abandonado' como sua sede. Também, por coincidência ou não, requerer da construtora que agarrar a obra, o mesmo modelo de financiamento do Palmeiras. E não o do Corinthians. Após pronto, a arrecadação dos jogos ficará com o clube. Carlos Miguel conta com a construção de uma linha de metrô que fique muito perto do Morumbi. Pra cessar com a maior reclamação, o estádio fica afastado do centro da cidade. O que o torna inviável.


Principalmente para partidas noturnas, que terminam por volta de meia-noite. O dirigente pretende expor todo o projeto para votação no fim de junho. Quem sabe em julho. Ele faz pergunta de deixar claro que está tudo adiantado. É agradável transportar em consideração que não se podes animar previamente com as probabilidades do dirigente.


Desde que assumiu, há um ano, ele não conseguiu um patrocínio master para a camisa do clube. Uma coisa que ele assegurava não ser penoso quando era candidato. Contudo o dirigente tem a plena certeza. Não será acessível seu projeto ser aprovado. A oposição, encabeçada por Juvenal Juvêncio, agora trabalha tentando sabotar essa reformulação. Que ninguém duvide que nada será fácil para Aidar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *